Livros de Danilo H. Gomes

As Dicas de Ebbinghaus Para Turbinar a Sua Memória

O grande cientista Hermann Ebbinghaus (1850-1909) decidiu estudar com extrema diligência os limites da memória humana. Iniciando seus projetos de estudo em 1879, utilizando seu próprio cérebro, efetuou e registrou inúmeros testes para descobrir, por exemplo, quantas informações o ser humano é capaz de armazenar em um dia.

Hermann Ebbinghaus

Após muitos dias de análise, Hermann concluiu que um indivíduo perde aproximadamente dois terços de toda informação que adquiriu através de seu sistema cognitivo durante as últimas 24 horas. Em suma, e exemplificando, digamos que o sujeito que memorizou o nome de 60 cientistas para citar em sua apresentação de conclusão de curso na faculdade, esquecerá cerca de 40 nomes após 24 horas… se não houver uma fixação melhor das informações, assunto que abordaremos agora.

Os testes de Ebbinghaus e seus resultados (muito respeitados e utilizados até os tempos atuais), nos fornecem algumas dicas valiosas para melhorarmos nossa capacidade de memorização e fixação de informações na memória.

Para você que tem uma prova difícil pela frente, ou uma apresentação importante, deixamos as dicas para melhor memorização de informações, oriundas das pesquisas de Hermann:

As informações iniciais e finais aprendidas em um espaço de tempo são mais fáceis de serem lembradas, portanto, memorize primeiramente, e também por último, as informações mais importantes.

Conteúdos com alguma informação que desperte real interesse também são lembrados com maior facilidade. Procure se interessar verdadeiramente por aquilo que você está estudando ou memorizando.

Nas primeiras 9 horas após a aquisição das informações, o esquecimento é mais rápido, então preocupe-se em rever o que foi memorizado de tempos em tempos, sem exceder 9 horas entre uma revisão e outra.

Mesmo tendo facilidade em relembrar certa informação, ela torna-se ainda mais fixa em sua memória cada vez que você a reaviva, ou seja, não deixe de rever algo que já foi estudado só por estar bem memorizado, por exemplo.

Quanto maior o intervalo entre as revisões para memorização, melhor, lembrando que 9 horas é o limite de tempo máximo para intervalos.

Comentários

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

► Para ver o conteúdo, curta a página ◄