Loomis Fargo Bank e o Roubo de 17 Milhões de Dólares


Quer baixar gratuitamente o ebook 20 Incríveis Truques Mentais? Então registre seu nome e email abaixo para receber!
Nome:
E-mail:

O filme “Gênios do Crime” conta a história de um dos roubos mais engraçados e estranhos da história (em Loomis Fargo Bank), mas poucos conhecem a história.

Em Setembro de 2016 foi lançado o filme “Gênios do Crime“, que contava, de forma cômica, a história de David Ghantt, um funcionário de alta confiança do banco Loomis Fargo (Charlotte, Carolina do Norte). Apesar do filme ter retratado alguns fatos da real história com fidelidade, ainda resta a curiosidade na mente de alguns a respeito de como foi que tudo realmente aconteceu. Então vamos entender como tudo ocorreu.

Gênios do Crime, filme baseado na história do roubo em Loomis Fargo Bank

Em meados de 1997, Ghantt conheceu em seu emprego aquela que viria um dia a ser sua esposa, Kelly Campbell. Kelly não permaneceu em seu emprego, mas impressionou-se com o cargo de David e a possibilidade de um enorme roubo ser efetuado pelo mesmo.

David Ghantt, o ladrão de Loomis Fargo

David Ghantt.

Kelly ofereceu a Ghantt a chance de, em parceria com Steve Chambers, um amigo do ensino médio, roubar a Loomis Fargo Bank em uma única noite. A partir de Agosto, mês em que a proposta fora feita a David, um esquema foi aos poucos planejado para que o roubo milionário acontecesse.

No início do verão, em Outubro de 1997, o plano entrou em ação. Por ter as chaves principais dos cofres do banco, Ghantt teve acesso fácil à fortuna armazenada nos cofres e colocou em uma van o equivalente a 17,3 milhões de dólares em uma única noite. O ocorrido não durou muito mais do que uma hora.

Imagens da câmera de segurança durante o roubo em Loomis Fargo

Imagens da câmera de segurança.

As câmeras registraram todo o ato e, por isso, pouco tempo após o roubo, o nome e a foto de David apareciam em jornais televisivos e panfletos espalhados por toda a América do Norte. A FBI foi a agência responsável por investigar o caso.

David não teve outra opção a não ser sair do país. Ghantt saiu do país e viajou para o México levando uma pequena parte do dinheiro roubado enquanto a maior parte ficava nas mãos de Steve e sua esposa, Michelle Chambers. Kelly também permaneceu na cidade de Charlotte.

Enquanto David permanecia no México, seus gastos eram pagos através de depósitos realizados por Steve. De acordo com o que fora planejado, Ghantt deveria ficar no México até que “as coisas esfriassem” e, só então, deveria voltar para Charlotte e repartir o dinheiro entre todos os envolvidos no roubo milionário.

As circunstâncias não seguiram o plano. Steve e Michelle, fascinados pela imensa quantidade de dinheiro que haviam em mãos, não controlaram seus gastos e usufruiram do dinheiro de forma desenfreada, acreditando piamente que o FBI jamais os conectariam com David.

Michelle Chambers e sua BMW recém comprada após o roubo em Loomis Fargo

Michelle Chambers e sua BMW recém comprada.

Não demorou muito para que Steve contratasse um assassino de aluguel para eliminar Ghantt. Isto poderia servir como queima de arquivo além de ter um elemento a menos para repartir todo o dinheiro. Por motivos desconhecidos, o assassinato não aconteceu.

O FBI conseguiu rastrear com sucesso uma das ligações que David fez para seus parceiros de crime. Em Março de 1998 Ghantt foi preso e no dia seguinte mais 6 suspeitos também foram detidos. Além destes, mais 9 pessoas próximas de Steve foram penalizadas por desfrutar do dinheiro roubado por David, mas tiveram penas leves por comprovarem que não sabiam que o dinheiro era ilegal.

Steve e David (respectivamente) em julgamento após o roubo em Loomis Fargo

Steve e David (respectivamente) em julgamento.

Dos 17 milhões roubados, apenas 15 foram rastreados ou recuperados. 2 milhões de dólares ainda estão desaparecidos. Até o atual momento não se sabe sobre onde este dinheiro está.

 

Leia Também:

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *