Testes Psicológicos

Ser Feliz Sem Ir Longe

A felicidade não está no baú de ouro escondido no fim do arco-íris, mas pode estar na trajetória para encontrá-lo. Ser feliz está relacionado ao ser.

As pessoas costumam traçar objetivos e percorrer enormes caminhos para chegar até eles e, quando chegam no tão sonhado ponto-alvo, percebem que o baú do final do arco íris não possui tanto ouro como imaginávamos. Ser feliz não depende disso.

Muitas questões surgem quando ouvimos falar de alguém famoso, rico, belo e bem sucedido em sua carreira que tirou a própria vida de forma inesperada.

Ser feliz não é ter tudo o que o mundo pode oferecer

Kurt Cobain tirou sua própria vida com apenas 27 anos no auge de sua carreira.

Por que tantas pessoas, após chegarem no auge de seus sonhos, demonstram uma alegria passageira e logo em seguida experimentam uma profunda tristeza?

Os que lutam arduamente para alcançar o que para muitos é inalcançável percebem, ao chegar no tão sonhado objetivo, que aquilo ainda não supri o vazio imenso que cada ser humano traz dentro de si.

Ser feliz tem muito mais a ver com o SER do que com o TER.

Para TER, teremos que lutar, investir, vender horas e horas de nossos dias em troca de notas de papel e perder momentos valiosos com a família.

Para SER, o preço é menor. Basta QUERER SER. É necessário enxergar a beleza naquilo que não tem preço, naquilo que geralmente passa despercebido pelas pessoas. É feliz quem sabe contemplar o belo.

TER a felicidade é impossível, pois esta não pode ser nem ao menos apalpada. SER feliz é possível, mas trata-se de uma escolha que devemos fazer voluntariamente todos os dias, de preferência logo ao acordar.

As pessoas sentem-se felizes quando estão lutando por algo, pois enxergam sentido na própria existência, mas quando ganham a recompensa pela luta, em pouquíssimo tempo a felicidade se vai. Por que?

A resposta é simples. Costumam depositar toda a esperança da felicidade na frase “quando eu ter…” ao invés de depositar na frase “já tenho!”.

Ser feliz por já ter um emprego, por já ter uma família, por já ter um lar, por já ter boa saúde, por já ter inteligência, por já ter amigos, é melhor do que ser feliz quando ter aquele emprego, aquela família, aquele lar, aquela saúde, aquela inteligência, aqueles amigos.

Talvez, quando aqueles chegarem, você continuará a dizer “quando eu ter…”.

Por isso, seja feliz com aquilo que você já é, e não com aquilo que você poderá um dia ter. E se este dia esperado nunca chegar? Será que você poderá pensar “eu fui” em seus últimos segundos de vida?

“Por isso concluí que não há nada melhor para o homem do que desfrutar do seu trabalho, porque esta é a sua recompensa. Pois, quem poderá fazê-lo ver o que acontecerá depois de morto?”
Eclesiastes 3:22

Leia Também:

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *